Inverno, tempo de recolhimento

Inverno é tempo de recolhimento.

Desaceleração é um dos traços que define esta estação do ano e, por isso, em locais onde o frio é bem marcante, observamos, por exemplo, árvores desnudas, terra em repouso, geadas, semente que aguarda o momento certo para germinar.

Como somos natureza, no inverno também devemos nos agasalhar, sem negligenciar o cuidado com  a manutenção do ânimo, da alegria, da esperança.

Dirigidos por uma introspecção natural que cresce especialmente nos dias cinzas, de vento duro, é sempre uma agradável satisfação as belas manhãs de sol, os ipês floridos, os arroubos invernais, como a urgência de silêncio, de contemplação, de bebida quente.

Paulo Leminski, o poeta curitibano, influenciado pela cultura japonesa, no seu jeito objetivo e conciso, escreveu sobre este ciclo do ano:

inverno
é tudo o que sinto
viver
é sucinto

Pensando nos dias frios, e sem esquecer a própria vida, é melhor, nesta estação, ir devagar, mas de acordo com a direção que o coração mandar… Ademais, quando vivemos em harmonia com a natureza, sem oferecer resistência a seus ciclos e ritmos, nada nos falta…

De outra parte, se agora, na temporada da paisagem desnuda, aproveitarmos o tempo para nutrirmos nossos sonhos, com a chegada da primavera, eles, tal qual as flores, as árvores, terão oportunidade de ganhar corpo e simplesmente desabrochar, pois a vida é mudança constante.
Cariños, Eugenia Pickina

Cuidados de Inverno

Manter o corpo agasalhado
Proteger-se do vento, ar úmido e frio
Pés aquecidos
Exercícios físicos regulares
Tomar sol no inverno (com os devidos cuidados)
Verduras (combine na salada vegetais crus e cozidos)
Proteínas e algas
Água, chás e infusões reconfortantes (tomilho, anis-estrelado, camomila etc.)
Alimentos refogados, cozidos, grelhados ou assados
Sopas consistentes
Alimentos fermentados (pães de fermento natural, missô, picles etc.).
Frutas secas e sementes
Raízes

Conexão com a Natureza

No inverno, para a saúde, é vital que seja mantido o contato com a natureza. Passeios ou caminhadas regulares em um espaço natural: parques, jardins botânicos, bosques ou mesmo a pracinha do bairro. Sem dúvida, essa disposição cotidiana ajuda a manutenção do ânimo, da alegria, da resiliência, do pensamento criativo.

Algumas plantas que florescem no inverno e que merecem o nosso registro afetivo: Mulungu (Erythrina speciosa); Cipó-de-são-joão (Pyrostegia venusta); Helicônia (Heliconia rostrata) e ainda flores como cravos, bocas-de-leão, amores-perfeitos, prímulas, orquídeas etc.

Agora é inverno
e no mundo uma só cor;
o som do vento. 
(M. Bashō)

Notinha
No inverno, considerando saúde, resiliência, é importante: evitar bebidas frias ou geladas, dando prioridade às mornas/quentes; fazer automassagem com óleos (você pode aquecer uma pequena quantidade do óleo na palma das mãos ou então levar uma quantidade pequena para ser aquecida alguns segundos no microondas); aquecer os pés com meias e, ainda, fazer um escalda pés com óleo essencial de lavanda; procurar dormir mais cedo e um pouco mais; cuidar de si utilizando meditação e respiração. Além disso, assim como é fundamental abrir as janelas para arejar a casa nos dias frios, caminhar ao sol também garante, no inverno, uma mente limpa e arejada.
Imagem: Manki Keni/Unsplash