Atitudes que mudam o mundo

Queremos ser felizes. Queremos um mundo melhor, não é mesmo? No entanto, para alcançar essa meta é necessário fazer escolhas cotidianas, assumir bons hábitos – e de maneira categórica, determinada. Realçamos algumas atitudes simples que contribuem para que o planeta se torne um lugar melhor para todos nós. Confira!

Aja localmente
O sociólogo alemão Ulrich Beck, ao refletir sobre o fenômeno da globalização, criou a expressão “pensar globalmente e agir localmente”. Do ponto de vista da sociedade ou de um indivíduo, o significado dessa expressão alude sempre a um significado: cada um tem que fazer a sua parte. Ou seja, cada um de nós precisa viver de acordo com uma postura ecológica, realizando pequenas ações cotidianas que contribuem com o bem-estar não só individual, mas também coletivo. Por exemplo: como eu trato o meu vizinho? O que eu faço pela comunidade? Faço minhas compras na feira dos produtores da minha região?

Economize água
Passe menos tempo no banho (10 minutos é suficiente); reutilize a água da máquina de lavar; acumule roupas sujas – e para usar a máquina de lavar roupas somente quando estiver cheia; fique de olho na conta de água para saber se há vazamentos; conheça seu jardim, pois no Brasil há diferentes condições climáticas durante o ano. Assim, há cuidados especiais para cada tipo de planta. A dica é escolher as que se adaptam à sua região, de preferência, espécies nativas. As suculentas e cactos são as opções que mais economizam água; beba água em vez de bebidas industrializadas (que usam água no processo da industrialização).

Economize energia
Avalie a possibilidade de adotar o aquecimento solar de água; escolha lâmpadas de LED; atente-se à temperatura ideal da geladeira; otimize o ar-condicionado; use cores claras nas paredes e no teto; racionalize o uso do ferro elétrico; evite deixar fogão e geladeira muito próximos; faça limpeza periódica nos lustres; mantenha os filtros dos aparelhos de ar-condicionado bem higienizados; conserte qualquer fiação defeituosa; desplugue os aparelhos da tomada.

Consuma conscientemente
Consumo consciente não se reduz apenas à opção de comprar menos ou avaliar se a aquisição de um determinado objeto vale a pena. Consumir de maneira consciente pressupõe, é óbvio, consumir apenas o necessário, e, por sua vez, isso implica um encadeamento de atitudes que podemos/devemos cultivar em nossas rotinas, como, por exemplo, reutilizar produtos e embalagens, separar o próprio lixo, planejar as nossas compras, avaliar os impactos do próprio consumo, conhecer e valorizar as práticas de responsabilidade social das empresas etc.

Plante árvores
Ser feliz é aprender a escolher – nos diz Frédéric Lenoir. Plantar árvores é, sem dúvida, uma decisão geradora de saúde e de felicidade. Além de colaborar com a vida no planeta, há razões inúmeras para plantarmos árvores: sequestram dióxido de carbono da atmosfera, produzem oxigênio através da fotossíntese, contribuem com a economia de energia, ajudam a bloquear o vento, criam sombras, limpam o solo etc. As árvores são lindas e generosas. Quer melhorar o mundo? Plante árvores.

Cariños, Eugenia Pickina

A alegria é a passagem do homem de uma menor para uma maior perfeição. B. Spinoza

Notinha
Cf. Conheça os 12 princípios do consumo consciente, Instituto Akatu (akatu.org.br).