Cuide bem de você

No dia a dia, esforçamo-nos para melhorar nosso conforto material, para ter mais sucesso na área profissional, para ser mais reconhecidos por nossos pares, para nos cercar de pessoas que sejam agradáveis e gentis…

Uma vida boa depende do trabalho interior

Mas viver não é fácil. Se há um esforço contínuo sobre o exterior, uma vida boa, por sua vez, depende largamente do trabalho interior, porque é esse labor que possibilita a libertação da alegria escondida no coração de cada um de nós.
É conveniente entender que a alegria de viver não advém do acaso, portanto. Abrindo mão de nossas ideias preconcebidas,  notemos: a alegria, que anima nosso ser, é fruto de atenção cotidiana.

A alegria, como um sentimento perene, está ligada ao nosso ser profunda

Alguém me perguntaria: a alegria não é uma emoção passageira?
Podemos considerar a alegria de duas formas – como uma emoção intensa (por exemplo, a alegria de passar no vestibular), ou como um sentimento perene e vinculado ao nosso ser profundo. Nesse último caso, nós principalmente experimentamos a alegria quando estamos de acordo com nós mesmos, com as coisas que fazemos.  Ou seja, essa alegria, que é distinta de uma emoção efêmera, alimenta um viver de acordo com nossa natureza profunda, dando destaque a nossos talentos e qualidades.

Viver bem depende de um exercício de atenção cotidiana

Repetindo. Viver não é fácil. Há dias que é complicado retirar as pedrinhas que obstruem o acesso à essa alegria indestrutível que está dentro de nós.
Lembrando que  aquele que aspira a viver melhor depende de um exercício cotidiano de vigilância, do trabalho com as árvores e as flores, aprendi que o contato com a natureza facilita a desobstrução de tudo que impede o acesso à liberdade e à alegria indestrutíveis que estão em nós.

Aspira a uma felicidade mais duradoura?

Deseja estar mais aberto a uma felicidade mais estável e profunda? Conecte-se com a natureza. Passe um tempo sozinho em uma local animado por paisagens naturais. Aspira a cuidar melhor de você? Cultive uma flor, comece um jardim… Tudo isso, eu diria, é vibrar com nosso ser profundo.
Cariños, Eugênia Pickina